• banner formacao 2
  • banner metasV2
  • banner objetivo

Pesquisar em Áreas de Concentração

Pesquisa básica em doenças cardiovasculares

Farmacologia das doenças cardiovasculares

 

Acoplamento excitação-contração de músculos esqueléticos de animais submetidos ao infarto do miocárdio

 

Acoplamento excitação-contração do músculo cardíaco submetido ao infarto do miocárdio

 

Desenvolvimento de novas estratégias para o tratamento da miocardiopatia e neuropatia decorrentes da diabetes tipo 1

 

Responsividade do coração isolado a agentes inotrópicos

 

Avaliação farmacológica de novos inibidores dpp4 nas complicações cardiovasculares do diabetes tipo 2 em ratos

 

Exercício físico aeróbio e consumo de erva mate: estudo dos efeitos relacionados às adaptações promovidas por infarto do miocárdio

 

Envolvimento da Ativação do Receptor de Estrogênio Acoplado a Proteína G (GPR30) na Disfunção Cardíaca e Muscular em Ratos Diabéticos

 

Estudo do papel das catepsinas na modulação das propiedades elétricas cardíacas em um modelo de diabetes tipo 1

Introdução: Atualmente 422 milhões de adultos possuem diabetes no mundo. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) aproximadamente 1,5 milhões de mortes foram ocasionadas pelo Diabetes Mellitus (DM) em 2012. Uma das principais alterações do diabetes é a desregulação do sistema imune, ocasionando a liberação de citocinas pró-inflamatórias, em especial a interleucina 1-beta (IL1-β). Para que ocorra a maturação da Il-1β é necessária a ativação do inflamassoma em especial o NLRP3, onde no coração e em diabetes é um dos mais estudado. Para que ocorra a síntese e maturação da IL1- β são necessários dois sinais: O sinal 1 que é responsável pela transcrição da pro- IL1-β e o sinal 2 que é dado através da oligomerização das proteínas NLRP3, ASC e Caspase-1, levando a clivagem da pro- IL1-β para IL1-β, sua forma madura. Ainda não está bem elucidado qual o sinal que induz ativação do NLRP3, entretanto diferentes candidatos já foram propostos, dentre eles as catepsinas.

Objetivo: testar a hipótese de que as catepsinas estão envolvidas nos mecanismos do remodelamento elétrico cardíaco no DT1, através da participação no processo de síntese e maturação de IL1B.

Métodos: Serão utilizados camundongos C57BL/6 divididos em 6 grupos: WT, WT + stz, Cts b-/-, Cts b-/- + stz, Cts L-/-, Cts L-/- + stz. Os grupos diabéticos serão tratados por 5 dias consecutivos com 50mg/kg de estreptozotocina. Será considerado diabético o animal com glicemia igual ou superior a 250 milimol/l. Após 8 semanas os animais serão submetidos a 15 dias de tratamento com Ca074Me (bloqueador de catepsina) e no 75° dia serão realizadas as análises. Em todos os grupos serão realizados ECG nas semanas zero, oito e ao final do tratamento tendo análise dos parâmetros RR, PR, QT, QTc e QRS. O estudo do potencial arritmogênico também será avaliado com intuito de Identificar os tipos de arritmias, quantificação de eventos e duração.

(Cafeína 120 mg/kg e dobutamina 50ug/kg). No estudo do potencial de ação as características como: amplitude, duração, potencial de repouso, presença ou ausencia de pós potenciais. Para identificação dos mecanismos moleculares e principais vias de sinalização as técnicas de PCR (KCNH2, KCND3 e KCNQ1), Western Blot (IL1β, Cts B, Cts S e Cts L), para avaliar a concentração sérica de IL1β será utilizada a técnica de ELISA, através da técnica de Imunofluorescência avaliaremos a ativação de NLRP3 em macrófagos cardíacos. Camundongos C57BL/6 foram induzidos com tioglicolato através de injeção intraperitoneal e após 72 horas os macrófagos foram extraídos e quantificados na proporção de aproximadamente 1.0 x 106. As células foram plaqueadas em placas de 96 poços na presença de RPMI 1640 com 200 nM L-glutamina 0.6 ug/ml de penicilina e 60 mg/ml de estreptomicina, 10% FCS,10 ng/ml GM-CSF e 10 ng/ml de M-CFS. Para a o pré tratamento de liberação de de ATP, os macrófagos foram incubados a 37°C na presença de bloqueadores: cytochalasin D (1 mg/ml), Ca-074Me (12.5 mM), Leupeptin (25uM) por 2 horas, após a estimulação a placa é lavada com PBS. Após a lavagem as células são incubadas com de Pam3cys (1 ug/ml) por 3 horas e após mais 2 horas de estimulação com ATP. Após o ensaio o sobrenadante é coletado e as concentrações de Il1β serão determinadas por um kit comercial de ELISA.

 

Referências bibliográficas:

Adeghate E, Kalasz H, et al.,. Medicinal chemistryofdrugsused in diabeticcardiomyopathy. CurrMedChem. 201017(6):517-51.

Bennett DS, Depressionamongchildrenwithchronic medical problems: a metha-analysis, JPediatrPsychol, 19:149-69, 1994

Daniel Bechet, Amina Tassa, Daniel Taillandier, LydieCombaret, Didier Attaix, Lysosomalproteolysisinskeletalmuscle,TheInternationalJournalofBiochemistry&CellBiology 2098–2114, 2005

Grace Y. Chen and Gabriel Nuñez, Sterileinflammation: sensing and reactingtodamage, Nat RevImmunol, 10(12): 826–837.2010.

IDF Diabetes Atlas SeventhEdition, International Diabetes Federation 2015Li S,Du L,Zhang L,Hu Y,Xia W,WuJ,ZhuJ,Chen L,Zhu   F,LiC,Yang S. Cathepsin B contributestoautophagy-related 7 (Atg7)-induced nod-likereceptor3(NLRP3)-dependentproinflammatory response and aggravateslipotoxicity inratinsulinomacellline. JBiolChem,18;288(42):30094-104, 2014.

Monnerat GAlarcón ML Vasconcellos LR Hochman-Mendez CBrasil G Bassani RA Casis O Malan DTravassos LH Sepúlveda M Burgos JIVila-Petroff MDutra FFBozza MT Paiva CN Carvalho AB Bonomo A Fleischmann BKde Carvalho ACMedei E : Macrophage-dependent IL-1β productioninduces cardiac arrhythmias in diabeticmice. Nat Commun,24;7: 13344, 2016

Orlowski GM,Colbert JD,Sharma S,Bogyo M,Robertson SA,Rock KL: Multiple Cathepsins Promote Pro-IL-1β Synthesis and NLRP3-Mediated IL-1β Activation.JImmunol, 15;195(4):1685-97, 2015.

WHO MortalityDatabase [online database]. Geneva: World Health Organization; 21 de novembro de 2016

 

Hipertensão arterial pulmonar experimental: mecanismos fisiopatológicos e estratégias terapêuticas

 

Mecanismos de sinalização celular através de canais iônicos e receptores no coração

Topo